A criação de uma marca para arquitetura passa pelo processo padrão da elaboração de qualquer identidade visual. Muito longe de ser um processo simples, que você pode fazer em uma sentada sem pesquisar nada, o Branding leva um certo tempo – talvez uma ou duas semanas – e requer bastante organização.

Quando você entende o trabalho de criação de uma marca de Arquitetura, ainda assim pode ser difícil fazê-la, mas fica muito mais fácil entender o processo. Com esse entendimento, você já consegue inspecionar o trabalho dos encarregados de criá-la!

Vamos saber mais sobre identidade visual e o processo de criação de uma marca de Arquitetura? Então vamos lá!

 

Pensamento alinhado é a base da criação de uma marca de Arquitetura

Na hora de definir a identidade visual e iniciar o processo de criação de uma marca de Arquitetura, uma coisa deve estar clara: você e quem está criando devem estar na mesma página.

Isso porque grande parte da criação de uma marca de Arquitetura não envolve só a estética. Na verdade, a estética trabalha junto com o conceito, algo fundamental em todos os trabalhos de branding.

O conceito é o que define como a sua identidade visual e marca vão ser e por qual motivo. Se é azul, não é à toa. Se as linhas do logotipo são retas, também tem um motivo pra isso.

Esse conceito é definido pelo que a empresa quer transmitir e como ela procura se posicionar. Sua Missão, Visão e Valores são pequenos pontos de informação que falam muito alto, assim como a opinião dos seus clientes sobre os seus serviços.

 

Responda ao briefing

O seu profissional, ao começar na criação de uma marca de Arquitetura, precisa de um briefing. Se ele não te pedir um, pode esperar: alguma coisa não vai dar certo.

Nós mesmos aqui da Pling só trabalhamos com briefings. Ele é o agente principal do alinhamento que a gente estava falando ali em cima: através de perguntas simples e diretas, conseguimos entender o que sua identidade visual deve transmitir.

Então, se um briefing chegar pra você, responda o mais rápido possível e com informações precisas. Assim você evita problemas na criação da marca de Arquitetura.
 

Como criar uma marca específica para Arquitetura?

A marca de arquitetura não tem um processo diferente dos outros tipos de marcas que podem ser criadas. Na verdade, os elementos visuais e o conceito é que vão estar mais relacionados com o segmento.

Alguns elementos e cores estão associados ao trabalho da Arquitetura. Olhe o esquadro e o compasso, por exemplo, tidos como o símbolo da arquitetura. Esses dois elementos formam a marca de arquitetura mais eficaz de todos os tempos, usada há centenas de anos.

Tudo isso por que? O criador se baseou em ferramentas de arquitetos para criá-la e, no seu conceito, foi convincente o bastante para que o logo sobrevivesse por tanto tempo.

Para a criação de uma marca de arquitetura, você precisa fazer basicamente a mesma coisa. Inserir itens, estilos, cores e texturas que vão lembrar construções ou o trabalho dos arquitetos.

Mas como? Quais elementos transmitem essa ideia? Vamos ilustrar com alguns exemplos:

 

Fonte reta e com pontas mais agudas simbolizam precisão. O prédio do logotipo com linhas simétricas remete imediatamente à arquitetura.

 

Fonte com toque moderno e logotipo que também lembra estrutura, só que dessa vez como se estivesse sendo desenhada, um verdadeiro croqui.

 


Todo projeto de arquitetura é assinado, não é? E se a logo representasse isso? É exatamente o que fizemos para esse logotipo, fazendo também referência com a maneira com que as obras de arte são assinadas no momento da sua conclusão.

 

Nunca desista até estar do jeito que você quer

O problema de muitas agências que fazem o trabalho de criação de uma marca de Arquitetura e a sua identidade visual é não aceitar muitas alterações. Isso é um problema porque, mesmo que você possa não entender tanto assim de design, você é o que mais entende da empresa.

Assim, o melhor a se fazer é nunca desistir antes de chegar no resultado esperado. É claro que a marca e a identidade visual nunca vão chegar no que você imaginou e idealizou, mas pelo menos ela precisa estar próxima.

E se você vai fazer alterações, o processo fica todo mais simples se você é direto e objetivo. Não peça por “mais criatividade”, mas aponte o que você não gostou – não tem problema ser leigo! – e diga o que achou!

 

O processo de criação de uma marca de Arquitetura não é tão diferente de qualquer outro trabalho de branding, ele só é mais específico. Aqui na Pling, temos um departamento inteiro dedicado só às melhores mentes do design para a Arquitetura.

Por que você não conhece nosso processo? Temos certeza que ele vai te agradar bastante! Nos vemos no próximo artigo!