Se você internaliza a criação do seu logo de arquitetura para o seu próprio escritório, sinto te dizer, mas essa não é a melhor forma de se dar esse importante primeiro passo. Precisamos começar assim, com a verdade vindo logo de cara, pra desenvolver melhor o que queremos dizer ao longo do artigo.

A criação de um logo de arquitetura passa por várias etapas, começando com a definição de posicionamento da marca, depois passando pelo que deve ser transmitido e terminando com a adequação visual. Tudo isso é feito melhor com profissionais de marketing, não pessoas que sabem desenhar perfeitamente bem, algo que o seu escritório tem aos montes.

É a velha história. Você confia em um profissional de marketing para criar suas comunicações sobre arquitetura, ele escreve seu blog e seus posts para o Facebook. Por mais que ele tenha domínio sobre a teoria, ninguém confiaria nele para erguer um prédio. É o que acontece com a logo: só porque alguém domina o desenho, isso não significa que ele será capaz de desenvolver um logo de arquitetura.

Mas por que não?

Porque a criação de um logo de arquitetura vai muito além de desenhar algo que te satisfaça enquanto responsável pelo escritório. Pra quem sabe, desenhar é bem fácil, é basicamente respeito às proporções e criatividade. Porém, um logo de arquitetura é muito mais do que apenas linhas: é personalidade.

Você precisa transmitir, em um espaço limitado, os ideais do seu escritório e tudo no que ele acredita. Isso não é nem de longe algo fácil de se fazer, e exige uma boa pesquisa para não errar no posicionamento.

Logo de arquitetura. Computador com manual de marca.

Não dá pra criar um logo cheio de referências modernas, vintage ou retrô para o seu escritório que lida com construções para a prefeitura. Do mesmo jeito, se seu público é jovem, não adianta querer criar um logo de arquitetura que vai apelar à tradição e funciona melhor na realidade do mercado.

Um bom logo de arquitetura transmite:

  • Segurança ao público alvo;

  • Adequação ao mercado;

  • A missão, visão e os valores do escritório;

  • Seu posicionamento perante a concorrência.

Dentre outros. Agora imagine só realizar todo esse trabalho internamente: será que dá trabalho?

Criando o logo de arquitetura dentro do escritório: é possível?

Uma coisa que a gente aprende nessa vida é que tudo é possível. E depois disso, aprendemos que nem tudo é plausível. Esse é um caso clássico onde esses dois conceitos se mostram com força total.

É só fazer as contas. Se você vai gastar cerca de R$ 650 terceirizando o serviço, o quanto iria gastar em horas com um colaborador realizando exatamente o mesmo serviço? Levando em conta a pesquisa, a elaboração da marca, seu posicionamento e o próprio desenho – que vem por último – com certeza você estaria gastando mais internalizando o serviço.

Imagine você deixando um dos seus melhores arquitetos com essa tarefa: quanto tempo ele pode gastar? Quais projetos a criação do logo de arquitetura está atrapalhando? Tudo o que for feito interno que não seja a função do colaborador executando a tarefa é, na ponta do lápis, prejuízo.

Então como fazer meu logo de arquitetura sem parar o meu escritório?

A resposta já está aí, nas suas mãos: é só terceirizar o serviço.

Logo de arquitetura: Computador com logos em display

Com a terceirização do logo de arquitetura, você mata os dois maiores problemas que nós apresentamos ao longo do artigo com uma cajadada só. O profissional que irá realizar o trabalho é habilitado e sabe o que está fazendo, então o serviço vai correr mais rápido. Além disso, com esse conhecimento, você não tem só um desenho, mas uma marca de verdade.

E o investimento é muito mais palpável e não se desdobra em outros custos. O overworking do seu colaborador que faria o logo de arquitetura é evitado e você tem um controle muito maior da situação.

Falando em controle, olha só outra questão que também pode acontecer. O colaborador passa a semana trabalhando no logo de arquitetura, e o resultado final não te agradou. Você se vê com duas opções: ou aceitar o que está feito ou mandar o trabalho para ser refeito. Está vendo? É um beco sem saída!

É aí que a terceirização do logo de arquitetura se mostra ainda melhor. Não gostou do resultado? É só reprovar e mandar para adequação, e o melhor: sem gastar nem dinheiro nem horas dos seus colaboradores com isso.

Logo de arquitetura: pessoa desenhando com lapiseira os contornos de um logotipo.

Esse é o melhor caminho a seguir, sem dúvidas. Então, toda vez que a pergunta for “como fazer meu logo de arquitetura sem parar meu escritório?”, lembre-se: é terceirizando o serviço!

Mas com quem terceirizar? Deixa na mão da Pling! Nosso processo é simples e estimula o diálogo, e o melhor de tudo é que cabe em qualquer orçamento. Vamos começar?