A história do email começou há pouco mais de 40 anos, antes mesmo da internet.  A solução simples que um jovem norte americano encontrou para escrever, enviar, receber e ler mensagens em seu PC revolucionou toda a história da comunicação.

Correio eletrônico, e-mail, SMS, MMS, webmail, mobile.  Como chegamos de uma ponta à outra, tão rapidamente? Você sabe?

Este post resume a história do e-mail, desde a sua criação até o que já se vislumbra no futuro próximo.

A história do email

Há tanta curiosidade na história do e-mail, que quase não dá para acreditar que esse recurso que permeia praticamente todos os contatos e relações comerciais hoje em dia, foi criado a partir de duas máquinas, na mesma sala, em Cambridge. Isso mesmo, a primeira troca de mensagens eletrônicas foi entre dois PCs dentro da mesma sala, lado a lado.

O correio eletrônico, precursor do e-mail como conhecemos hoje, é mais antigo do que a própria internet.

Quem foi o criador do email?

Ray Tomlinson enviou a primeira mensagem de correio eletrônico em 1971, nos Estados Unidos, aos 30 anos.

Engenheiro por formação, ele trabalhava como programador na Bolt Beranek and Newman, empresa contratada pelo Departamento de Defesa dos EUA para implantar a ARPANET.

A “descoberta” do e-mail ocorreu quando ele tentava resolver a necessidade dos técnicos da ARPANET, de se comunicarem mais facilmente.  Assim, ele acabou criando o mecanismo de comunicação mais famoso do mundo atual: o Electronic Mail.

Tomlinson conseguiu enviar o primeiro “E-mail” ao juntar os programas CPYNET (protocolo para transferência de arquivos entre máquinas conectadas em rede), aos aplicativos SNDMSG (send message/enviar mensagem) e Readmail (ler mensagens).

Ray determinou o uso do símbolo @ (arroba) para identificar que o destinatário e o remetente da mensagem eram pessoas que estavam “em” um determinado domínio. Assim, o primeiro endereço de e-mail foi tomlinson@bbn-tenexa.

A evolução do email

Apenas dois anos depois do primeiro e-mail enviado, aproximadamente, 75% de todo o tráfego de dados na ARPANET já era constituído de e-mails.

Do Correio eletrônico ao Spam

Logo em seguida, cinco anos depois, nascia uma das práticas mais comuns do Marketing Digital, o Spam. Começava um novo e polêmico capítulo na história do email.

Em 1º de maio de 1978, Gary Thuerk, Gerente de Marketing da Digital Equipment Corp, enviou o primeiro email em massa, para um grupo de 400 pessoas. Sua intenção era vender computadores e a ação foi muito bem sucedida: a empresa vendeu quase US $ 14 milhões com a divulgação das máquinas naquela campanha de e-mail marketing.

Provedores de internet: o e-mail pago

A internet surgiu no Brasil na década de 90. Pouquíssimo acessível, de péssima qualidade, com acesso via modem discado.

Para ter acesso à rede era necessário assinar um provedor, que dentro do “pacote” de assinatura mensal dava direito ao uso de uma conta de e-mail.

A partir de 1996, o uso do e-mail se popularizou com os provedores grátis no país. O pioneiro foi o Hotmail, que marcou presença na história do email no Brasil.

Internet e mobilidade: o webmail

Com a evolução da tecnologia, os PCs viraram Desktops, Laptops, Notebooks e Tablets. A partir deles, os smartphones e a internet das coisas fizeram o e-mail circular em dispositivos mobile.

Para uso pessoal ou email corporativo, não há equipamento móvel com memória física suficiente que suporte o volume de transferência e armazenamento de dados que temos atualmente.

Dessa forma, os webmails permitem enviar e armazenar mensagens em servidores online. Muito utilizados para email profissional, os webmails são alternativas mais econômicas para as empresas, especialmente aquelas que atuam em escritórios virtuais.

O futuro do email: algoritmos

As novas plataformas que estão surgindo, como Messenger e WhatsApp, não são exatamente uma evolução na história do email, mas fazem parte do futuro dele: seu desdobramento nas mais variadas formas de comunicação online.

Com o email entre as estratégias de marketing digital, e-mail marketing, newsletter e até mesmo spam, a quantidade de mensagens recebidas diariamente aumentou exponencialmente.

Felizmente, já existem recursos nas contas de email que permitem a configuração de filtros e algoritmos para redução de spam, assim como para a classificação e resposta automática de E-mails. O que mais será que está por vir?

Frequentemente surgem especulações sobre o fim do email, mas a verdade é que essa tecnologia se reinventa a cada dia. Embora ela divida espaço com outros recursos, continua firme e forte no seu propósito: entregar uma mensagem para alguém.

Gostou desse artigo sobre a história do email e sua evolução, da criação ao futuro dos emails?

Acompanhe outros posts no nosso blog.