Tecnologia e arquitetura andam lado a lado hoje em dia, sendo quase impossível dissociar uma das outras. Mesmo que ainda existam projetos que feitos no bom e velho papel e lapiseira, o computador é um aliado feroz na elaboração de ambientes, cálculos estruturais, etc.

Mas será que sempre foi assim? Como as casas eram construídas antes dos computadores serem inventados? A relação entre tecnologia e arquitetura não é tão nova assim, sendo que podemos vê-la expressa nos monumentos e grandes obras da antiguidade e do perído clássico que ainda estão de pé.

Vamos saber mais sobre o assunto?

 

Tecnologia e arquitetura: uma relação indissociável

Para construir algo, devem existir ferramentas que facilitam o trabalho. E para que algo seja projetado, a mente humana precisa exercer a sua credibilidade. Pela união desses poderes, surgiu a arquitetura para o homem.

As mãos sozinhas não conseguem criar estruturas que a mente nos presenteia. A mente sozinha, muitas vezes, não sabe os limites que podem ser cruzados se não há auxílio da tecnologia. A arquitetura permite que sonhos se tornem realidade, mas eles precisam ser construídos.

É por isso que não dá para separar arquitetura e tecnologia. Elas são complementares e dialogam entre si. Você pode remontar a criação de grandes estruturas ao surgimento de ferramentas durante toda a história. Muito se desenvolveu porque o seres humanos, antes apenas cientes de certos limites naturais, passaram a entender a extensão da sua influência sobre eles.

A natureza pode ser domada, mas para isso é necessário usar o que nos distingue como homo sapiens sapiens: a racionalidade. A criação de ferramentas é como esse conceito se manifesta e se expressa.
 

Tecnologia e arquitetura durante os milênios

Podemos traçar invenções da arquitetura desde a antiguidade. A roda levava materiais pesados para a construção de cabanas. Há indícios de ossos de mamute sendo usados como pilares de sustentação e teto abobadado há pelo menos 12 mil anos, antes da história, antes da escrita.


Unsplash

As técnicas de cortes em pedra em precisão aplicadas por civilizações da meso-américa são outros grandes exemplos. Os egípcios inventaram o esquadro, e suas técnicas de arquitetura, ainda que amplamente conhecidas através de estudos arqueológicos e até por diários de construção das pirâmides, ainda possuem detalhes desconhecidos.

Até em materiais é possível perceber a extensão da tecnologia. Um exemplo é a química. O descobrimento da fórmula para a criação de argamassa permitiu aos romanos muito mais do que casas confortáveis e estruturas capazes de sobreviver aos milênios.

Ele pavimentou o caminho para a construção de todo um império, e trouxe repercussões na arquitetura que são sentidas – e usadas – até hoje.

 

Como nós mudamos a arquitetura a cada dia com tecnologia?

Hoje, nossos saltos são em outro nível. Tecnologia e arquitetura se complementam como ferramentas, mas nós evoluímos de ferramentas de execução para ferramentas de abstração e projeção.


Unsplash

A invenção do computador abriu as portas para essa transformação, e a adoção de sistemas de arquitetura em escritórios nos trouxe uma outra dimensão. Se você dissesse para uma pessoa que nasceu 100 anos atrás – um tempo relativamente curto – que seria possível ver sua casa pronta antes mesmo do primeiro tijolo ser colocado, imagine sua reação?

Hoje, é possível ir além. Tecnologia e arquitetura se integraram de vez, sendo possível estar presente na casa, entrar nela, observar a decoração… tudo isso sem ela estar nem mesmo pronta. A Realidade Virtual é o primeiro passo, mas o futuro nos reserva outros vários.

Casas já estão sendo construídas sem um único operário presente. Máquinas fazem tudo. Sistemas cada vez mais poderosos calculam estruturas inimagináveis, e descobrem fronteiras que ainda nem nos demos conta.

Os tempos já mudaram bastante, e continuam mudando. O que o futuro vai nos trazer é incerto, mas já dá pra perceber que ele será pautado em outras inovações. Arquitetura e tecnologia seguem juntas, e vão seguir para sempre: como mostramos, elas são indissociáveis, não são?
 

A arte de transformar o ambiente em que vivemos chama-se arquitetura. Essa é uma paixão que nós da Pling perseguimos com fervor nesse blog, voltado justamente para a exploração de até onde ela pode ir.

Por que você não vem com a gente nessa jornada? Confira tudo o que nós podemos te oferecer no nosso blog! E não deixe de conferir nosso outro artigo sobre a tecnologia na arquitetura para entender melho para onde o futuro pode te levar.