Existe curiosidade sobre e-mail, que nem dá pra imaginar!  Apesar dele ter surgido há pouco mais de 40 anos, a internet já está tão misturada ao nosso cotidiano, que parece que ele sempre esteve ali.

Além do uso pessoal e acadêmico, hoje em dia, é praticamente impossível fazer negócios sem utilizar o e-mail na comunicação.

E, embora a maioria das pessoas que usa a web saiba utilizar o serviço de correio eletrônico com tranquilidade, é provável que poucos conheçam a história do e-mail e todas as curiosidades que a cercam.

Continue lendo e descubra algumas peculiaridades por trás do @ de todos os dias.

1. Afinal, é e-mail ou email?

Segundo a Academia Brasileira de Letras, na Língua Portuguesa, o correto é e-mail, estrangeirismo abreviatura de Electronic Mail, ou correio eletrônico.

2. O que significa o @ do seu e-mail?

O símbolo da “arroba” surgiu na Idade Média como recurso para substituir a preposição “ad”, do Latim, que significava “casa de”. Depois seu uso foi reafirmado na Inglaterra como sinônimo de “at”, com significado de “em”.

Assim, a @ do seu e-mail tem o intuito de te identificar na internet como fulanodetal@seuprovedor.

3. Quem inventou o e-mail?

O e-mail foi inventado pelo programador americano Ray Tomlinson, em 1971, nos Estados Unidos, com a função de ser uma mensagem eletrônica parecida com o SMS que conhecemos hoje em dia.

4. Quais são os diferentes protocolos que são usados no e-mail?

Protocolo é o padrão que rege a sincronização da comunicação entre dois sistemas de computação para transferência de dados. Em outras palavras, é o conjunto de regras que organiza o envio e recebimento de e-mails na internet.

Os principais protocolos internacionais de e-mail são:

  • SMTP (Simple Mail Transfer Protocol): padrão internacional para envio de e-mails;
  • POP (Post Office Protocol): padrão para recebimento de e-mails que permite fazer o download das mensagens para um computador local. Útil para quem acessa seu e-mail de um lugar fixo e precisa economizar o consumo do plano de internet, por exemplo, utilizando dados móveis do celular;
  • IMAP (Internet Message Protocol): padrão para recebimento de e-mails que não permite “baixar” as mensagens, mas oferece acesso aos e-mails diretamente no servidor. Vantajoso para quem acessa seu e-mail de computadores coletivos ou tem internet ilimitada.

5. Dá para saber se o destinatário viu o e-mail que você enviou?

Sim, na maioria dos casos dá pra saber se o e-mail foi recebido e se o destinatário abriu e leu a sua mensagem. Para isso, é preciso configurar as opções de entrega da mensagem diretamente no provedor, como é o caso do Outlook e Gmail.

Também dá há rastreadores de e-mail especificamente para essa finalidade.

6. É possível agendar o envio de e-mails?

Sim! Existem extensões e aplicativos de agendamento de e-mail que permitem que você escreva o e-mail e o deixe programado para ser enviado com data e hora marcada.

7. Existe uma maneira de enviar e-mails que desapareçam depois de lidos?

No Gmail, sim. Existe uma extensão para Chrome que permite o envio de mensagens criptografadas. Depois de lidas, elas são apagadas automaticamente, após um minuto.

8. Quanto custa enviar um e-mail?

Hoje em dia, enviar um e-mail comum, de uma pessoa para outra, utilizando provedores gratuitos, não custa nada. Basta criar uma conta no Gmail, Yahoo ou Hotmail, por exemplo, para começar a enviar e receber e-mail de forma ilimitada.

9. O que CC e BCC representam no e-mail?

As letrinhas CC significam “com cópia” e servem para indicar o endereço dos destinatários em segundo plano de uma mensagem. Esse campo é visível para todos os destinatários do e-mail.

Já o BCC (Blind Carbon Copy) ou CCO (Com Cópia Oculta) permitem que uma mensagem seja enviada a um ou mais destinatários, sem que as pessoas mencionadas no campo PARA e no campo CC saibam. O campo BCC só é visível para quem foi citado nele.

10.Qual é a velocidade de um e-mail?

A “velocidade” de um e-mail varia de acordo com fatores como a velocidade de conexão de internet e o “tamanho” ou “peso” do e-mail, se ele contém imagens, arquivos anexos etc.

As mensagens eletrônicas já se tornaram tão inerentes ao dia a dia, que chegamos a banalizar sua importância.

Nós não costumamos explorar muito bem as funcionalidades e tantas outras curiosidades sobre o e-mail que permeiam a nossa vida todos os dias. No entanto, vale a pena se informar um pouquinho mais para usar ainda melhor esse recurso fantástico da internet.

E então? Gostou desse artigo com 10 curiosidades sobre e-mail que você precisava conhecer?

Entenda mais sobre o uso de e-mail para assuntos pessoais e na atuação profissional também, lendo outros posts no nosso blog.